Introdução ao Evangelho segundo Mateus

Postado em Atualizado em

Pensando em ajudar aqueles que toparam o desafio de ler o Novo Testamento ao longo do ano de 2010 decidi colocar uma introdução a cada livro a ser lido antes de iniciá-lo. Desta forma quem estiver lendo já terá ao menos um ponto de partida, com informações como: o autor do livro, a época, os principais temas, os objetivos do autor, os destinatários etc.

Nossa primeira parada é no Evangelho de Mateus.

* * *

Autor: Mateus (a.k.a. Levi); um dos 12 apóstolos escolhidos por Jesus Cristo.

Data: Entre 60 e 70 d.C.

Sobre a autoria
Mateus, que tinha por sobrenome Levi (cf. Marcos 2.14), era um coletor de impostos (publicano) judeu, trabalhando para o governo romano (cf. Mateus 9.9). Por colaborar com os romanos, que eram odiados pelos judeus como dominadores estrangeiros, Mateus (como todos os publicanos) era desprezado por seus compatriotas. Apesar disso, Mateus reagiu positivamente à chamada singela que Cristo lhe fizera para segui-lo. Depois do relato do banquete que ofereceu a seus colegas para que eles também pudessem conhecer a Jesus, ele não volta a ser mencionado, exceto na lista dos doze apóstolos (cf. Mateus 10.3 e Atos 1.13).

A abordagem peculiar de Mateus
O Evangelho de Mateus foi escrito para judeus, visando responder às suas indagações sobre Jesus de Nazaré, que alegava ser o Messias de Israel. Seria ele de fato o Messias predito no Antigo Testamento? Se era, por que não estabeleceu o reino prometido? Esse reino será estabelecido algum dia? Qual o propósito de Deus para este ínterim? Assim, neste Evangelho, Jesus é freqüentemente chamado de Filho de Davi e é apresentado como Aquele que cumpre as profecias messiânicas do Antigo Testamento; o reino dos céus é o assunto central de boa parte de seu ensino aqui registrado.

Mateus também é caracterizado por sua inclusão de pessoas estranhas ao judaísmo. Os versículos finais registram a comissão de ir e pregar a todas as nações, e, nos quatro Evagelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João) somente em Mateus surge a palavra “igreja” (v. 16.18; 18.17). Jesus também é chamado de Filho de Abraão (v. 1.1), pois em Abraão “serão benditas todas as famílias da terra” (cf. Gênesis 12.3).

Data
Embora este Evangelho receba ocasionalmente data entre as décadas de 80 e 90 do primeiro século d.C., o fato de a destruição de Jerusalém ser ainda considerada um acontecimento futuro (v. 24.2) parece exigir uma data mais recuada (a destruição de Jerusalém costuma ser datada em torno de 70 d.C.). Alguns pensam que Mateus foi o primeiro evangelho a ser escrito (por volta do ano 50), ao passo que outros discordam alegando que só foi escrito na década de 60.

Conteúdo
Divisões importantes de Mateus são o “Sermão do Monte” (capítulos 5–7), que incluem as bem-aventuranças (v. 5.3–12) e a “Oração do Senhor” (v. 6.9–13); as “Parábolas do Reino” (capítulo 13); e o “Sermão Profético”, que trata de eventos futuros (capítulos 24–25). O tema do livro é Cristo, o Rei.

Texto adaptado de “A Bíblia Anotada”, de Charles Ryrie

Thiago André Monteiro
2010–01–03

About these ads

2 comentários sobre “Introdução ao Evangelho segundo Mateus

    Genealogias (Mateus 1) « Baú de Crônicas disse:
    3 de janeiro de 2012 às 17h20

    [...] o primeiro capítulo de Mateus aqui. Há também outro post dando uma introdução deste evangelho aqui; talvez lhe seja útil. Finalmente, se quiser ler o texto bíblico do primeiro capítulo de Mateus, [...]

    Curtir

    Betesda Anápolis » Programa de Leitura da Bíblia disse:
    3 de março de 2011 às 1h12

    [...] Introdução ao Evangelho segundo Mateus [...]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s